quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Companhia

Sempre ouvi dizer que o mal de muita gente está nas companhias. O rapaz era um santo até... e a rapariga era um anjo até...

Se assim é, todos são santos e anjos e as companhias é que deveriam pagar as facturas, certo?!

Claro que está errado. Se os visados entendem que as companhias "sabem mais que o Papa" só têm que puxar pelos próprios neurónios e ir pregar para outras dioceses... Mas não, os pais, os amigos, os tios, os cães e inclusive os juizes entendem que as companhias são atenuantes importantes no comportamento de quem quer que seja, inclusive no das companhias das companhias.

E é graças a estes filosofias de avaliação cega que uma maçã apodrece por causa das outras, mesmo que estejam sãs.

No meu tempo resolviasse tudo com um estalo, independentemente da companhia.

13 comentários:

GarçaReal disse...

Que dizer?

Que há companhias boas?
Que há companhias más?

Pois .....

Tudo depende do ponte vista1

bjgrande

Gerlane disse...

Eu, particularmente, acredito no livre arbítrio. Minha consciência é a minha influência. Se não é assim com todos, pelo menos, deveria ser, não achas?

Beijos pra ti!

♥Coragem disse...

Eheheh, curioso eu então digo assim: No meu tempo, o psicologo era o pau de marmeleiro.
Bj

MIMO-TE disse...

Que agressividade :)))

Talvez :) dependa das pessoas, eu costumo dizer aos meus filhos para pensarem por eles, e quando o tema não interessar, para não se deixarem influenciar, mas para serem uma influência. Claro que isto depende de cada um, eu sempre sube o que queria e só recebi o que me interessava e dei o melhor de mim aos outros, Mas nem sempre é assim, por isso à que estar atento ao comportamento dos nossos filhos. :)))

Bjocas
Mimo-te

Ka disse...

nada como uma educação de liberdade com responsabilidade para anular metade das preocupações. A outra metade acompanhar-nos-á sempre e enquanto formos pais :)

Agora esssa de se deitar as culpas nos outros ...hmmmm não concord muito pois há sempre a hipótese de um Não!

Beijinho e um excelente dia

Ana Fernandes disse...

eu acho que as companhias interferem sim.
porem eu sou contra aquele pensamento de.. por exemplo.. aquele grupo anda todo com cabelo pintado pq um resolveu pintar e todos os outros foram influenciados.
eu acho que cada um pintou pq quis pintar seu cabelo. um ou outro podem ateh ter sido mais influenciaveis, pode ser que haja um mala-maria-vai-com-as-outras no meio, mas no mais, as pessoas pintaram pq quiseram pintar e não pq um no meio pintou e pronto.

é complicado isso. as vezes.

Manuela disse...

Ora aí está! um estaladão e pronto! :)

No meu tempo que é o teu :)) diz-se, diz-me com quem andas e eu digo-te quem és...

Não concordo lá muito... , mas é assim que se vê... e somos vistos...

beijo

Natural Naturalmente disse...

Companhias, mas que é isso, dependendo da companhia deixamos de ter cabeça, de ter idéias, de ter responsabilidade, eu acreditava nisso, nas como já vi tanta coisa...
Ficamos assim concordo com o estalo.
Bom fim de semana.
Márcia

gaivota disse...

más companhias,
boas companhias,
que é isso?
nada se pega... podemos acompanhar com um qualquer, cheio de vícios e outros predicados,
e acompanhar igualmente com algum "bem aventurado"
nada se pega!
a língua dos outros é que é preversa.........
beijinho grande

Pérola disse...

As companhias moldam bastante o que somos, numa determinada idade, mas em primeiro lugar está o que somos lá dentro. Isso, por mais companhias que eu tenha, nunca mudou.

Beijocas.

Olá!! disse...

O pior que podemos fazer a uma pessoas que é apelidada de "má companhia" é anula-la... mesmo as pessoas com má indole podem mudar...
Não estou armada em Madre Teresa, mas já conheci "más companhias" que se revelaram excelentes pessoas...
Daí o meu lema, nunca emprenho pelos ouvidos e "ver para crer"...
Também já vi "anjos" que eram os reais "demónios"...
Tudo depende de nossa escolha de "companhia"

Sandra T disse...

Tu não me digas que eras tu a má companhia??? :)

Patrícia disse...

Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és...será? Não sei até que ponto será verdade.